Chamada pelo fim da pornificação da sociedade

Duas autoras estão em campanha para uma mudança na lei para deter  a pornificação da sociedade que para elas promove a violência contra as mulheres.

As escritoras dizem que a pornografia tem um impacto negativo sobre os homens e mulheres.

 Kat Banyard, que escreveu A Ilusão da Igualdade, disse o Edinburgh International Book Festival que a pornografia em massa terá um impacto corrosivo para os próximos anos.

A escritora de 29 anos, disse: “Toda a investigação mostra que a pornografia leva a ver – como seria de esperar – um aumento de atitudes que apóiam a violência contra as mulheres e comportamento agressivo.

“Um grande número de rapazes e homens estão sentados vendo porno, e obtendo experiências empoderadoras da sua masculinidade aprendendo que é aceitável mulheres sendo abusadas fisicamente.

“Há um grande problema – estamos longe de enfrentá-lo.”

Ela disse que uma busca na Internet usando o termo ‘porn’ traz 193 milhões de resultados, a maioria dos quais links para sites com imagens agressivas e violentas.

“Nós nunca tivemos pornografia ou exploração sexual a esta escala. Os efeitos são incontáveis, mas é provável que suas conseqüências sejam sentidas ao longo das próximas décadas”, disse ela.

Natasha Walter, cujo livro mais recente é Living Dolls: O Retorno do sexismo, contou ainda que crianças das escolas primárias estão sendo prejudicadas pela nossa sociedade “hipersexual”.

Até 90% dos adolescentes admitem ver pornografia hardcore, segundo as pesquisas. Ms Walter disse que, se os meninos não viam, eram considerados estranhos.

Mulheres e meninas também são psicologicamente prejudicadas por essas imagens degradantes, ela continuou.

“As mulheres acreditam que para ter sucesso têm de caber em uma visão muito estreita do que a sexualidade feminina deve ser,”  Walters disse.

Sua crítica segue comentários da semana passada do homem que ajudou a lançar a carreira de Kylie Minogue, que disse que as estrelas pop modernas são “super-sexualizadas”.

Produtor Mike Stock,  um dos três homens da  Stock, Aitken e Waterman, disse que artistas como Lady Gaga e Rihanna eram demasiado sexualizadas para as crianças que as veem como modelos.

Ele disse: “Noventa e nove por cento das musicas é R’n’B e 99% disto é pornografia soft”.

Ele também culpou a influência dos jogos de vídeo, como Grand Theft Auto “, e a imagem excessivamente adulta de adolescentes estrelas como Miley Cyrus e Lourdes, filha de Madonna.

http://www.lbc.co.uk/call-to-stop-the-pornification-of-society-28671

Tradução Arttemia Arktos

Gail Dines, socióloga americana, sobre pornografia:

“A introdução da internet mudou a indústria pornográfica. Ela a trouxe do submundo para a nossa casa e, uma vez que a pornografia se tornou tão acessível e barata, os homens passaram a usa-la em grandes quantidades.

(…)Conforme a pornografia se populariza, ela molda nossa sexualidade e identidade sexual. Isso é muito problemático porque a maioria da pornografia que circula na internet envolve sexo com punição ao corpo, onde as mulheres são humilhadas e desumanizadas.

(…)A pornografia cria um mundo onde a brutalidade sexual é legitimada e até celebrada. Nesse mundo, não importa quão cruelmente você trata uma mulher, ela ama e implora por mais. Em nenhum momento diz não. Ela está sempre disponível para qualquer homem e fará o que ele quiser. As mulheres existem para serem usadas e abusadas e depois jogadas fora porque há muito mais de onde elas vieram. É um mundo sem empatia, compaixão, conexão ou intimidade. Ao invés de fazer amor, homens fazem ódio com os corpos das mulheres – enquanto ele a penetra brutalmente, a chama de nomes vis e demonstra nada além de ódio, desprezo e nojo.

Como alguém que estuda mídia, eu sei o poder das imagens. Todos nós construímos nossas identidades a partir das normas e valores da cultura onde vivemos e as imagens pornográficas formam uma grande parte da cultura de hoje.

É impossível ver essas imagens sem ser mudado, especialmente imagens com as quais você se masturba. Isso não significa que homens que assistem filmes pornôs irão violentar uma mulher, mas significa que, em algum nível e de alguma maneira, essas imagens afetarão a maneira como eles pensam sobre sexo, sexualidade e relacionamentos.

(…)Nós precisamos construir um movimento feminista robusto que veja a pornografia pelo que é realmente: propaganda odiosa às mulheres que legitima e celebra sua posição subordinada. Nosso objetivo deveria ser erradicar essa indústria, enquanto houver pornografia nós nunca teremos completa igualdade de gênero.” 

Textos relacionados:

Pornografia e Prostituição – Uma breve história dos mecanismos de opressao dos machos

Pornografia – enciclopédia sexual dos machos

Publicidade e pornografia simbólica

Pornografia e capitalismo

Sexualidade humana e pornografia industrial

Pornografia é arte feminista? 

Liberdade sexual, pornografia e feminismo

A história de Linda Susan Boreman – de atriz pornõ a militante feminista

Devemos nos preocupar se a pornografia sequestrou nossa sexualidade?

A pornografia é uma questão da esquerda

Sim, pornografia é racista

Todo mundo tem problemas sexuais

O meu brainstorm da pornografia

O lado negro da pornografia

Myths of porn

Homens e meninos _ excerto de Pornografia, homens se apossando de mulheres

Pornografia celebra violência contra mulher

Pornografia torna o mundo mais violento

Efeitos da Pornografia

Manifesto antipornografia

Como as políticas do orgasmo sequestraram o movimento feminista


Comentários desativados.

%d blogueiros gostam disto: